Ibram faz balanço positivo da COP 28 e se posiciona sobre papel da mineração na descarbonização

Publicado em

 

O Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) divulgou nesta quinta-feira (21) seu posicionamento sobre o papel da mineração na descarbonização da indústria, levando em conta a 28ª Conferência do Clima das Nações Unidas (COP28). A entidade considera que o evento foi uma oportunidade para ressaltar o papel fundamental da indústria da mineração na construção de uma economia verde no Brasil e no mundo.

O instituto representou o setor mineral na Conferência, realizada em Dubai entre os dias 30 de novembro e 12 de dezembro. “Nas próximas COPs, em especial na COP30 a ser realizada no Brasil, certamente o setor mineral ganhará ainda mais relevância na sua associação com o delineamento de soluções efetivas para favorecer a transição energética de forma acelerada e crescente”, disse o diretor-presidente do Ibram, Raul Jungmann, participante de vários painéis durante o evento.

Conforme divulgou o Ibram, a participação do setor mineral do Brasil resultou em um Posicionamento setorial sobre a Agenda de Mudança do Clima no Brasil. Segundo o documento, “o setor da mineração é essencial para prover recursos naturais que impulsionem o desenvolvimento econômico e o bem-estar social. E à luz das novas demandas de uma sociedade em transformação, o setor da mineração se depara com o desafio de repensar a forma como criar e compartilhar valores com seus stakeholders”.

Representatividade do Ibram

O Ibram, em termos práticos e institucionais, é o porta-voz da indústria da mineração do Brasil, à frente de companhias responsáveis por mais de 85% da produção nacional. O Instituto diz direcionar suas ações “na construção de um ambiente favorável aos negócios e em bases sustentáveis. Também coordena ações de mitigação e adaptação em Mudança do Clima junto a seus associados de forma nacional e internacional. No âmbito internacional, a temática tem sido coordenada com o ICMM – International Council on Mining and Metals”.

De acordo com o Ibram, além de abordar a contribuição do setor mineral para combater os efeitos das mudanças climáticas, o documento também trata dos impactos do clima sobre a indústria da mineração. Outros pontos representam argumentos defendidos pela mineração brasileira e também há propostas de medidas por parte do governo brasileiro alinhadas à “agenda estratégica para o Brasil, que vai muito além da ambiental”.

O Ibram enfatiza a urgência da “necessidade de ações concertadas entre os vários atores da sociedade, de modo a garantir os compromissos assumidos pelo Brasil nos Acordos Internacionais, e principalmente, garantir a sustentabilidade do sistema climático global”.

Lei a íntegra do Posicionamento da Indústria da Mineração sobre a Agenda de Mudança do Clima no Brasil.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...