Cidade histórica de Ouro Preto bate recorde de barragens em risco do país

Publicado em

A cidade de Ouro Preto, aclamada como a principal cidade histórica do Brasil, atrai anualmente uma média impressionante de 500 mil turistas por ano.

Porém, sem o conhecimento de muitos desses visitantes, as próprias cachoeiras que proporcionam momentos refrescantes durante seus passeios e os resquícios do passado que os transportam estão sob constante ameaça das inúmeras barragens de minério da região.

Barragens de Ouro Preto geram preocupação na população

Esta situação terrível não só afeta a vida dos habitantes locais, mas também inspira medo, cobre a área com poeira e dizima os seus tesouros naturais. Lamentavelmente, Ouro Preto tem a infeliz distinção de ter o maior número de estruturas de barragens de resíduos com diferentes níveis de alerta, tornando-se o cenário mais terrível do país.

O medo e a preocupação devem continuar a fazer parte das vidas daqueles que vivem abaixo destas barragens, pelo menos durante a próxima década. Isso porque, segundo as empresas, a demolição das estruturas deverá continuar até pelo menos 2035.

Em 2019, uma lei obrigou a remoção das feições de todas essas barragens, porém, até o final do prazo (2022), apenas 10 delas haviam sido removidas, segundo a Fundação Nacional do Meio Ambiente (Feam). Em dezembro de 2023, 15 barragens foram removidas e 39 barragens ainda estão em processo de remoção.

ANM diz que 51 barragens de MG estão em alerta

A Agência Nacional de Mineração (ANM) informou que até dezembro de 2023, 51 barragens em Minas Gerais estavam em algum nível de alerta, sendo 26 delas sem sequer ter a estabilidade certificada pela empresa. Existem 88 barragens em estado de alerta em todo o Brasil, o que significa que a Barragem de Minas responde por quase 60% das barragens que exigem vigilância no país.

As barragens com algum grau de risco estão distribuídas em 16 cidades mineiras, mas Ouro Preto é a cidade com maior classificação negativa, com 10 barragens em risco, sendo 5 delas nos dois maiores níveis de emergência (2 e 2). 3). Além disso, a estabilidade de seis das barragens ainda não foi comprovada pela empresa.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...