MPMG segue realizando reuniões em comunidades atingidas por tragédia de Brumadinho, em 2019

Publicado em

 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) vem realizando reuniões com comunidades atingidas pelo rompimento da Barragem da Vale em Brumadinho, em 2019, para levar informações sobre o acordo de reparação pactuado pela empresa e os órgãos dos Poderes Executivos e judiciários envolvidos. Na última quarta-feira (29), uma nova rodada de reuniões foi realizada nas comunidades de Rancho Alegre e Quartéis, no município de Inhaúma, com a participação de diversos líderes da Região 3 do Paraopeba.

As comunidades estão às margens do Rio Paraopeba, cuja bacia foi contaminada com a lama de rejeitos da barragem da mina do Córrego do Feijão. O crime ambiental também culminou na morte de 272 pessoas, na ocasião.

De acordo com o MPMG, as reuniões promovem a escuta das comunidades sobre demandas existentes, como as questões afetas ao Programa de Transferência de Renda (PTR), os danos à saúde e decorrentes das enchentes, pedidos emergenciais de água, dentre outras.

O órgão ainda realizará uma reunião virtual devolutiva, para apresentar os resultados dos encaminhamentos propostos como resposta às demandas apresentadas. Durante os encontros, a Ouvidoria do MPMG realizou atendimentos individuais.

MPMG mantêm núcleo especializado para acolher as vítimas

Os encontros foram organizados pelo Núcleo de Assessoria às Comunidades Atingidas por Barragens (Nacab). O trabalho presta assessoria técnica às comunidades das Regiões 3 da Bacia do Rio Paraopeba.

As discussões tiveram a presença de representantes do Assessoria Técnica Independente atuante no território (Nacab), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Secretaria de Estado de Saúde – (SES). Pelo MPMG, participaram a Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais (Cimos), o Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (CAO-Saúde/CRDS-Centro), a Central de Apoio Técnico (CEAT) e a Ouvidoria.

“Estiveram presentes as promotoras de Justiça Shirley Machado de Oliveira, Vanessa Campolina Rebello Horta e o promotor de Justiça Edson de Resende Castro, o representante da Secretaria de Estado de Saúde, Lucas Daniel de Oliveira e as representantes da Fundação Getúlio Vargas (FGV), gestora do Programa de Transferência de Renda (PTR), Marcela Januzzi e Priscila”, complementa o órgão”, informa o MPMG, em nota.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...