Governo Zema quer entregar Codemig à União para pagar parte da dívida de Minas

Publicado em

 

O governador Romeu Zema encaminhou ao Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, um ofício de consulta sobre a proposta apresentada por parlamentares mineiros de federalizar a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig). A medida é uma alternativa ao Plano de Recuperação Econômica de Minas Gerais, com a federalização da companhia possibilitando o abatimento do valor no estoque da dívida do Estado.

O débito herdado de governos anteriores saltou de R$ 114 bilhões para R$165,7 bilhões durante a gestão de Romeu Zema, o que representa um crescimento de 45%. Deste montante, R$ 156.57 bilhões são devidos à União. Os dados foram divulgados pelo Portal da Dívida Pública Estadual da Secretaria da Fazenda.

Quanto à proposição que consta no PL 284/2013, em tramitação na Assembleia Legislativa de Minas Gerias, a ideia foi apresentada pelos parlamentares em audiência pública realizada na última terça-feira (24), com participação dos secretários de Estado Gustavo Barbosa (Fazenda), Luísa Barreto (Planejamento e Gestão) e Gustavo Valadares (Governo).

A desestatização da Codemig, de acordo com a proposta, irá gerar receitas acima de R$ 20 bilhões que poderão ser utilizados no estoque da dívida. O Governo de Minas aguarda uma resposta do Ministério da Fazenda.

O Governo Zema entende que a desestatização da Codemig viabilizará a quitação de passivos que vão possibilitar o equilíbrio financeiro objetivado no RRF.

A Codemig e o nióbio

Integrante da administração pública indireta, organizada sob a forma de sociedade por ações, a Codemig tem como acionistas a Codemge (51%) e o Estado (49%). Atualmente, a companhia se dedica, prioritariamente, à mineração, com a exploração do nióbio. Ela mantém uma parceria com a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), empresa que atua há mais de 60 anos na região de Araxá.

Sem Titulo 1 12
Foto: Divulgação – CBMM é parceira da estatal na exploração de nióbio

De acordo com o Governo de Minas, como o estado não tem mais a opção de não pagar a dívida com a União – a data limite para fazer a adesão ao RRF é o próximo dia 20 de dezembro – a única forma de retomar o pagamento da dívida é o Plano de Recuperação Econômica. O governo entende que ele permitirá ao Estado o pagamento de parcelas com valores que não irão afetar o equilíbrio financeiro da gestão.

Sem o RRF, segundo o Governo de Minas, o Estado teria que arcar com o pagamento de R$ 18 bilhões em 2024, o que inviabilizaria a manutenção do equilíbrio fiscal. O Plano de Recuperação Econômica possibilita que as parcelas sejam pagas de acordo com a capacidade que o Estado tem de pagar.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...