Vale, Gerdau e Hydro apresentam na COP28 estratégias para reduzir emissões de carbono

Publicado em

Executivos da Vale, Gerdau e Hydro, em colaboração com o Instituto Brasileiro de Pesquisas Minerais (IBRAM), delinearam na COP28 planos para reduzir emissões e ajudar outros setores produtivos a seguir o mesmo caminho.

Em suma, as empresas aceleram a transição energética, utilizam processos como a reciclagem, colaboram para encontrar soluções comuns para reduzir a pegada de carbono das empresas e dos sectores e esperam traduzir estes resultados em benefícios que traduzam a sustentabilidade nas operações empresariais.

Esses compromissos têm sido debatidos há vários anos depois que o IBRAM e empresas associadas definiram a agenda ESG da mineração brasileira.

Empresas apresentaram soluções para redução de emissões

No painel COP28, as empresas destacaram medidas para promover a transição energética para renováveis ​​nos seus processos industriais e comprometeram-se a apoiar os clientes na concretização deste objetivo. Uma das ações internas é a substituição dos combustíveis fósseis.

Na Vale, 33% das emissões são causadas por fontes móveis, como o consumo de diesel em caminhões e trens; 30% e 24% vêm de fontes estacionárias e do uso de combustíveis fósseis em processos industriais (como o uso de carvão). A empresa desenvolveu uma estratégia para substituir insumos como carvão antracito por biochar, biometano, etanol, etc.

Devido à reciclagem, ao uso de energia renovável e ao uso de biomassa, a intensidade da Gerdau é inferior à metade da intensidade média global (relacionada às emissões). Só no que diz respeito à reciclagem de sucata ferrosa, 70% dos produtos que a empresa produz são oriundos desse processo.

O objetivo da Hydro é fornecer produtos com zero emissões líquidas e promover a diversificação de fontes de energia renováveis, como a energia eólica e a energia do hidrogénio.

Em termos de consumo de energia, que já provém de fontes renováveis, a Hydro apresenta o maior potencial de redução de emissões na produção de alumina.

Matérias Relacionadas

‘Festival Fartura Dona Lucinha’ agita cidades de Serro e Conceição do Mato Dentro

Entre os dias 20 e 28 de maio, o "Festival Fartura Dona Lucinha" chega...

‘Rodovia do Minério’: acordo entre MPMG e prefeituras pode tirar 1.500 carretas da BR–040

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pretende finalizar...

“A Concessão Itabira Iron”: Livro relata a história da mineração em Itabira.

"A concessão Itabira Iron, a origem da Vale e os primórdios da mineração no...

“É impossível conduzir uma agência na situação que ela está” – diz AMIG sobre Agência Nacional de Mineração

A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil(AMIG) declarou apoio aos...

últimas Matérias

 Anglo Gold Ashanti tem vagas de estágio para níveis técnico e superior

Vagas se destinam tanto a atuações presenciais quanto híbridas, com carga horária diária de 6 horas; Inscrições podem ser feitas pela internet até 31 de agosto

 Ato em defesa da ANM – servidores protestam pela estruturação da Agência Nacional de Mineração

Servidores da Agência Nacional de Mineração estão com as atividades paralisadas como forma de...

 Funcionários dos Correios desistem de greve na véspera da Black Friday

Servidores cogitavam paralisação para reivindicar correções em Acordo Coletivo e melhores condições de trabalho, mas desistiram da ideia após terem pedidos considerados pelos Correios

‘AMM nas Micros’ chega em Conceição do Mato Dentro na próxima semana

A caravana do “AMM nas Micros” volta às estradas e desta vez o objetivo...